Caçador mata alma-de-gato e deixa tucano baleado em Camboriú

O tucano foi resgatado; já o caçador anda à solta em Camboriú, impune e pronto para atacar novamente

0
2396
Crédito: Divulgação
Alma-de-gato

Uma protetora da causa animal denunciou um homem que estava caçando pássaros silvestres com uma espingarda em Camboriú. As denúncias começaram na quinta-feira (11) e a caça seguiu até o sábado (13).

LEIA TAMBÉM:
Loja é assaltada por bandido de máscara na Avenida Central

No feriado de Corpus Christi (11), um homem invadiu um terreno no bairro Rio Pequeno em Camboriú, para caçar e acabou matando um pássaro alma-de-gato. Uma protetora viu a ação, fotografou o indivíduo com uma espingarda na mão e chamou a Polícia Militar. Na ocasião o homem acabou fugindo.

A moradora, indignada, publicou a foto do caçador com um apelo para encontrá-lo. “Ele fugiu, mas estou de olho! Peço que quem for da redondeza me ajude cuidar e denunciar esse assassino”. A mulher protocolou uma denuncia na Fundação do Meio Ambiente de Camboriú (FUCAM), na sexta-feira (12).

No sábado (13), por volta das 11h, a protetora encontrou um tucano baleado, exatamente na mesma região onde o alma-de-gato havia sido morto há dois dias. Ela relata que ligou varias vezes para a Polícia Militar Ambiental mas ninguém atendia. Sem socorro, a moça que não sabia como cuidar do tucano, passou um antisséptico, colocou ele em um viveiro junto com uma banana e iria esperar ele se recuperar.

Por volta das 17h a Polícia Militar Ambiental esteve no local e resgatou o tucano. O pássaro foi levado para o centro de triagem de animais Silvestres do Rio Vermelho em Florianópolis. A mulher diz que manterá contato com o lugar para poder acompanhar o caso.

Já o caçador anda à solta em Camboriú, impune e pronto para atacar novamente.

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui