Nós Balneário Camboriú

18.9 C
Balneário Camboriú

Comandante Regional da PM denunciou a GM ao MP pelo recebimento de doação de fuzis

Conforme relata o Comandante Coronel Jofrey Santos da Silva, a Guarda Municipal necessita de autorização do Exército brasileiro para receber as armas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Siga-nos no Google News

No dia 23 de julho, foi realizada uma doação de sete fuzis T4, calibre 556, para as forças de segurança de Balneário Camboriú. O Balneário Shopping e o Clube de Caça e Tiro Camboriú (CCTC), com intermediação do Conselho Comunitário de Segurança Pública e Cidadania (CONSEG), realizou a doação de três fuzis para a Guarda Municipal, três para a Polícia Militar e um para a Polícia Civil.

Mas o comandante da 3ª RPM (3ª Região de Polícia Militar), que não está de pleno acordo com a doação, e recorreu ao Ministério Público para “as providências que julgar oportunas”, sobre a Guarda Municipal ter recebido o armamento.

Conforme relata o Comandante Coronel Jofrey Santos da Silva, a Guarda Municipal de Balneário Camboriú necessita de autorização do Exército brasileiro para receber as armas, pois são de calibre restrito de uso exclusivo das policiais e das Forças Armadas, e que, somente após a certificação, as armas de fato poderiam ser destinadas ao órgão municipal, evitando a incidência do Crime de Porte Ilegal de calibre restrito, disposto no art. 16 da Lei 10.826/2003.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Segundo o secretário de Segurança Pública de Balneário Camboriú, Gabriel Castanheira, todas as outras forças de segurança precisam de autorização, mas o comunicado foi direcionado apenas para a Guarda Municipal.

As armas permanecem no interior do Centro de Treinamento Tático de Camboriú – CCTC, para desenlace burocrático das três instituições.

Receba notícias de Balneário Camboriú e região pelo Telegram do Camboriú News

good news
especial publicitário

PUBLICIDADE

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

* Os comentários publicados são de absoluta responsabilidade de seus autores, e não devem ser entendidos como posicionamento do Camboriú News e seus editores.

camboriú shop