18.9 C
Balneário Camboriú

Nós Balneário Camboriú

Observatório Social de BC vai levar educação sobre gastos públicos para escolas

Nova diretoria anunciou o projeto “Cidadania nas Escolas” para ensinar crianças e adolescentes a fiscalizarem os gastos com dinheiro público

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

good newshot

Unimed Litoral está entre as melhores empresas para trabalhar no Brasil

Premiação foi concedida pelo Universo Online e Fundação Instituto de Administração (FIA) com base na opinião dos colaboradores de centenas de empresas avaliadas

UniAvan recebe reconhecimento nacional de Responsabilidade Social

Selo foi concedido pela Associação Brasileira de Mantenedoras do Ensino Superior (ABMES) e levou em conta ações anuais e desenvolvidas durante a pandemia
Siga-nos no Google News

A nova diretoria do Observatório Social de Balneário Camboriú tomou posse na noite desta quarta-feira, 6, em cerimônia na sede da Sinduscon, anunciando que estenderá para as escolas públicas e privadas de BC o projeto “Cidadania nas Escolas” para ensinar crianças e adolescentes sobre a correta aplicação e fiscalização do dinheiro público. 

“Iremos implementar nosso primeiro projeto com foco na educação fiscal, o ‘Cidadania nas escolas’, que será implantado inicialmente em uma escola pública e depois replicado para a rede. É importante que as crianças saibam, desde cedo, o quanto é importante o recolhimento do tributo e sua chegada ao ponto de aplicação final. Elas também devem compreender o quanto a corrupção e a ineficiência pública é nociva a nossa sociedade”, reforça Oliveira Felipe.

O empresário Jailson de Oliveira Felipe, eleito por unanimidade em votação direta, comandará a entidade durante os próximos dois anos de gestão. Nesta nova gestão, o Observatório pretende acompanhar as obras licitadas pelo Município e o desempenho dos vereadores, firmar parcerias com empresas para aporte financeiro e melhorar a comunicação com imprensa e comunidade.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

“Em 2016, passei a representar o Lions Clube como integrante do Observatório Social. Nessa ocasião percebi o quanto o controle social efetivo, exercido por uma sociedade ética e zelosa pelo equilíbrio de seus atos, pode ser importante para o nosso país, o quanto a aplicação do recurso público de forma eficiente e transparente pode fazer a diferença e quanto pode mudar a realidade do mundo. Temos orgulho do que já conseguimos e temos certeza que produziremos muito mais”, declara o novo presidente.

Dentre outras metas do Observatório Social para os próximos anos estão fomentar a participação de fornecedores locais nas licitações abertas pela prefeitura, incentivar a fundação de um novo Observatório em Camboriú e buscar apoio de universidade e faculdades para novos projetos. Univali, UniAvan e Udesc já mostraram interesse em parcerias com a entidade. Outra proposta é criar três novas câmaras temáticas: o comitê técnico e de licitação e contratos, comitê de cidadania e comitê de arrecadação e comunicação.

Durante a cerimônia de posse, o Observatório Social de Balneário Camboriú homenageou os ex-presidentes Antonio Cotrim, Estácio Santos Pereira Filho e Edison Bayard. Cerca de 20 apoiadores da entidade também foram certificados.

Nova Composição – A nova diretoria da entidade ainda é composta por cinco vice-presidentes. Augusto München cuidará do administrativo financeiro; Iloici Carlos Milani Junior da assistência de produção, metodologia e controle social; e Matias Fidelis Angeli das relações institucionais e comunicação. Ana Maria Bertolo ficará responsável por questões de Educação e Cidadania, enquanto Eraldo Carvalho Junior pelo jurídico. Todos foram certificados durante a cerimônia de posse.

Entenda o trabalho – Criado em 2013, o Observatório Social já acompanhou mais de 1.200 licitações feitas pela Prefeitura, Câmara de Vereadores e demais autarquias. Até 2018, os processos licitatórios monitorados resultaram na redução de cerca de 25% nos valores previstos pelo Município. Só no último ano, foram 192 processos monitorados presencialmente, 105 erratas em editais, 32 empresas penalizadas e 18 revogações ou suspensões. A entidade também criou o Centro Integrado de Armazenamento e Distribuição, que diminuiu custos para secretarias municipais; a obrigatoriedade da utilização do Termo de Referência em todas as licitações; e concurso para produção de projetos arquitetônicos e obras públicas.

PUBLICIDADE

Três sinaleiras seguem sem energia em Balneário Camboriú

Os agentes estão nos locais organizando a mobilidade do trânsito

Vento destrói fachada de vidro de supermercado na Praia Brava

Outros estabelecimentos da localidade também foram atingidos, como a Pizzaria Gamer's e o Brasil Atacadista
PUBLICIDADE

NOTÍCIAS DE

Balneário Camboriú

SOCIAL PROOF

221,582CurtidasCurtir
49,700SeguidoresSiga
4,700SeguidoresSiga
236InscritosInscreva-se

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE
Enviar mensagem
Envie sua notícia
Envie sua NOTÍCIA ou sua DENÚNCIA para a nossa equipe de jornalismo!