Programa Globo Rural grava reportagem sobre o Projeto Produtor de Água do Rio Camboriú

Kelli Dacol, servidora do município, participou das gravações em Balneário Camboriú e Camboriú

0
158
Divulgação

Nos dias 17 e 18 de agosto, Kelli Cristina Dacol, servidora da Prefeitura de BC e atualmente Assessora Parlamentar do Gabinete do Vereador André Meirinho, foi entrevistada pelo repórter e apresentador do Programa Globo Rural, Nelson Araújo, e participou de gravações sobre o Projeto Produtor de Água do Rio Camboriú.

Kelli Dacol é Administradora Pública, Especialista em gestão de recursos hídricos, Mestre e cursa doutorado em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Socioambiental, foi idealizadora e participou da implantação do Projeto Produtor de Água do Rio Camboriú quando atuou na Empresa Municipal de Água e Saneamento de Balneário Camboriú. O projeto iniciou com seu trabalho de conclusão de curso da graduação e teve sua participação direta por 10 anos. O tema de sua pesquisa da tese de doutorado também está relacionado, pois trata de regulação no setor de saneamento, soluções baseadas na natureza e segurança hídrica.

“Nelson Araújo demonstrou-se motivado pelo pioneirismo de um projeto de conservação de recursos hídricos com pagamento de serviços ambientais liderado por uma empresa de saneamento. Ele realizou uma entrevista prévia por telefone, o que despertou seu interesse em gravar pessoalmente e conhecer as áreas do projeto, que atualmente ultrapassam 1.000 hectares de áreas conservadas, 70 hectares em restauração e inclui cerca de 160 nascentes”,  disse Kelli.

A equipe do Globo Rural gravou imagens da rotina de trabalho da servidora no gabinete do vereador André Meirinho e nas áreas rurais do município de Camboriú, onde ficam as nascentes e é desenvolvido o projeto. Além de Kelli, Nelson também entrevistou alguns participantes, produtores, o atual diretor da Emasa e a engenheira ambiental Rafaela Comparim.

O Produtor de Água do Rio Camboriú, criado através da Lei Municipal n.º 3.026, de 21 de novembro de 2009, desenvolve ações de conservação e restauração e utiliza o instrumento econômico denominado Pagamento por Serviços Ambientais para incentivar financeiramente os produtores e proprietários que adotam práticas conservacionistas na bacia do Rio Camboriú. O projeto é desenvolvido pela EMASA em parceria com as seguintes instituições: Agência Nacional de Águas, Águas de Camboriú, Aresc, Comitê Camboriú, FUCAM, IFC, Prefeitura de Balneário Camboriú, Prefeitura de Camboriú, SDE e TNC.

O Vereador André Meirinho destaca que “o interesse do repórter do Globo Rural Nelson Araújo, que é referência no jornalismo técnico desta área, reforça a importância do projeto como modelo para o  Brasil. Demonstra a importância de avançarmos nas políticas públicas de segurança hídrica e desenvolvimento sustentável. Parabenizo a minha colega de doutorado Kelli, que conseguiu conectar o debate acadêmico com a prática na administração pública com resultados efetivos para a sociedade”.

A reportagem tem previsão para ir ao pela Rede Globo de Televisão até o final de setembro. O programa é transmitido nas manhãs de domingo.

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui