18.9 C
Balneário Camboriú

TJSC inocenta Fabrício no caso dos totens e desbloqueia bens

Ação proposta pelo Ministério Público no caso da contratação dos totens de monitoramento foi suspensa

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

good news

UniAvan investe em aulas online durante pandemia do Coronavírus

A iniciativa abrange todos os cursos da instituição, inclusive as turmas do colégio UniAvan

Quarentena? Temos delivery de marmita caseira com desconto

São oito opções de combos pra contribuir na rotina alimentar da sua família nesse período de isolamento

Nesta terça-feira (24), o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) suspendeu a ação proposta pelo Ministério Público no caso da contratação dos totens de monitoramento e determinou o desbloqueio de bens do prefeito Fabrício Oliveira e de mais cinco pessoas que respondiam a ação.

A decisão, julgada pelo desembargador Sérgio Roberto Baasch Luz, membro da 2ª Câmara de Direito Público do TJSC, se baseou entre alguns pontos de que não houve qualquer dano ao erário pelos preços contratados, conforme comparativo com outros municípios, sendo a contratação realizada por Balneário Camboriú a mais barata, e que somente a empresa contratada possuía os equipamentos de monitoramento, provado inclusive pela patente do produto e a carta de exclusividade. Citou ainda o arquivamento pelo próprio MP de inquérito criminal, inocentando Fabrício e os demais.

É uma vitória importante ao prefeito, que vem se destacando no enfrentamento ao Coronavírus e se prepara para concorrer à reeleição neste ano. “O momento é de muito trabalho, mas preciso enaltecer o restabelecimento da verdade, combater essa canalhice que foi feita contra mim”, disse Fabrício.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE

veja também

PUBLICIDADE

RECEBA

newsletter

SOCIAL PROOF

198,141FãsCurtir
32,052SeguidoresSeguir
67SeguidoresSeguir

Secretário de obras Mazoca testa positivo para coronavírus

Incluído no grupo de risco, com 69 anos de idade, Mazoca está em isolamento social desde o dia 16 de março

Governo do Estado esclarece gasto milionário com publicidade sem licitação

Campanha publicitária feita em caráter emergencial, com dispensa de licitação, custará R$ 2,5 milhões

Governador Moisés inseguro com ações de retomada da atividade econômica

Governador hesita: Carlos Moisés diz que retomada gradual da atividade depende da preparação do sistema de saúde
PUBLICIDADE
Enviar mensagem
Envie sua notícia
Envie sua NOTÍCIA ou sua DENÚNCIA para a nossa equipe de jornalismo!
Powered by