Nós Balneário Camboriú

18.9 C
Balneário Camboriú

Vídeo inspeção na galeria da Avenida Atlântica verifica funcionamento do emissário

A vídeo inspeção iniciou no trecho entre as ruas 3700 até 2300, seguindo para o trecho da Avenida Alvin Bauer até a Rua 2001

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

good news

Siga-nos no Google News

A Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMASA) iniciou nesta semana, uma vídeo inspeção na galeria de drenagem pluvial da Avenida Atlântica. A verificação é na extensão em que passa o emissário pressurizado de esgoto bruto da Barra Norte, para verificar o seu funcionamento e ainda, possíveis ligações irregulares de esgoto ou problemas na rede.

LEIA TAMBÉM:
Prefeito ordena operação contra permanência de pessoas em locais públicos em BC

A vídeo inspeção iniciou no trecho entre as ruas 3700 até 2300, seguindo para o trecho da Avenida Alvin Bauer até a Rua 2001, onde começa o emissário, que está em operação desde dezembro de 2019.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

De acordo com o diretor-geral da Emasa, Douglas Costa Beber, o trabalho é para verificar a atual situação do emissário, suas ancoragens e possíveis vazamentos. “Também será possível identificar ligações irregulares de esgoto que possam existir ou problemas na própria rede pública e assim, poder consertá-las”, menciona Douglas, dizendo que caso encontrem ligações irregulares serão lacradas.

Sobre o Emissário da Barra Norte

Em operação há sete meses, o Emissário Pressurizado de Esgoto Bruto compreende 4.748m – da Rua 2001 (Barra Norte), com duas interligações entre as elevatórias da Rua 2001 e da Avenida Alvin Bauer, até a Estação de Recalque da Rua 3700 (Barra Sul) – levando 50% da contribuição que chega nessas duas maiores Estações Elevatórias até a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE).

Cerca de 75% da rede foi feita por dentro da galeria de drenagem da Avenida Atlântica, o que gerou menos impacto e economia. No trecho entre a Rua 2300 e Av. Alvin Bauer, foi pelo método tradicional por fora da galeria, devido ao afunilamento e diminuição da sessão na altura da galeria. A rede, projetada para uma demanda que atenda os próximos 30 anos, foi uma obra importante para contribuir com a revitalização do Rio Marambaia, reduzindo o volume de esgoto da rede atual já defasada (1985).

Receba notícias de Balneário Camboriú e região pelo Telegram do Camboriú News

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

O conteúdo dos comentários publicados é de absoluta responsabilidade de seus autores, jamais representando a posição oficial dos editores do Camboriú News, nem do próprio.

PUBLICIDADE
Enviar mensagem
Envie sua notícia
Envie sua NOTÍCIA ou sua DENÚNCIA para a nossa equipe de jornalismo!