Nós Balneário Camboriú

18.9 C
Balneário Camboriú

Dia do comerciante: donos de comércios dizem que não vão aguentar aluguéis de BC

Eles dizem que não aguentarão segurar os pontos de venda durante a pandemia, por conta do alto valor do aluguel das salas comercias praticados na cidade

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

good news

Siga-nos no Google News

O dia do comerciante é comemorado no dia 16 de julho, mas os comerciantes de Balneário Camboriú, neste ano, não veem motivo para comemoração. Eles dizem que não aguentarão segurar os pontos de venda durante a pandemia, por conta do alto valor do aluguel das salas comercias praticados na cidade.

Um comerciante de Balneário Camboriú procurou o Camboriú News para expor a situação que ele e outros colegas estão enfrentando nessa crise. O homem não quis ser identificado para não sofrer represálias.

Ele é dono de um comércio no ramo alimentício na Avenida Brasil e explica que está sobrevivendo graças ao delivery, pois não tem mais movimento de pessoas na loja. Porém o maior desafio que ele enfrenta é o alto valor do aluguel. Ele relata que o proprietário do imóvel não quer negociar o preço durante o período da pandemia. E que infelizmente não terá outra escolha a não ser fechar.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Em um áudio encaminhando por outro comerciante, ele explica que está vendendo seu comércio no ramo da beleza, pois o dono da sala também não quis baixar o valor do aluguel. Esses são apenas dois relatos entre tantos outros donos de comércios que apenas fecharam sem ter para quem pedir ajuda.

No dia 25 de maio o Camboriú News contou mais de 50 salas comerciais vazias na Avenida Brasil. Na data levantamos a seguinte pergunta “Será que a nossa Dubai brasileira vai se adequar ao novo cenário ou os proprietários de imóveis continuarão cobrando aluguéis exorbitantes? Será que preferirão que suas salas permaneçam vazias, sem qualquer retorno financeiro, ou optarão pela flexibilização do valor do aluguel?”. A resposta está sendo dada ao longo desses 50 dias.

Hoje, exatamente 51 dias após a publicação da matéria, a Avenida Brasil soma mais de 90 salas vazias, um aumento de mais ou menos 80% de comércios fechados.

Até que ponto essa situação vai se arrastar, será que teremos uma Avenida comercial fantasma no coração de Balneário Camboriú?

Receba notícias de Balneário Camboriú e região pelo Telegram do Camboriú News

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

4 COMENTÁRIOS

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

O conteúdo dos comentários publicados é de absoluta responsabilidade de seus autores, jamais representando a posição oficial dos editores do Camboriú News, nem do próprio.

PUBLICIDADE
Enviar mensagem
Envie sua notícia
Envie sua NOTÍCIA ou sua DENÚNCIA para a nossa equipe de jornalismo!