Nós Balneário Camboriú

18.9 C
Balneário Camboriú

Grupo de Proteção Ambiental de BC já resgatou 44 animais em 2020

Deste 44 animais que estavam vulneráveis/machucados nas vias de BC, desde o início do ano, 25 foram encaminhados à ONG Viva Bicho

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Siga-nos no Google News

Um relatório da Guarda Municipal (GMBC), por meio do Grupo de Proteção Ambiental (GPA), já efetuou 44 resgates de animais que estavam vulneráveis/machucados nas vias de Balneário Camboriú, desde o início do ano. Deste total, 25 foram encaminhados à ONG Viva Bicho.

Nesta quarta-feira (29), às 7h, a Guarda Municipal recebeu uma denúncia via central de ocorrências 153 de que uma residência no Bairro Ariribá teria dois cães adultos e filhotes em situação de abandono e maus tratos. A guarnição da Guarda Ambiental se deslocou até o endereço e se deparou com a casa aberta e com dois cães adultos (macho da raça Pitbul e uma fêmea da raça Fila Brasileira), além de seis filhotes, todos sem água e sem alimento. A cadela, muito debilitada, estava amamentando. Já o macho foi encontrado trancado em uma sacada da casa. Todos foram recolhidos e enviados à ONG Viva Bicho e registrado um Boletim de Ocorrência junto à Delegacia da Polícia Civil.

LEIA TAMBÉM:
1° Hospital Veterinário de Balneário Camboriú já está funcionando 24 horas

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

ABRAÇO Animal

O ABRAÇO Animal e o Grupo de Proteção Ambiental já possibilitaram o resgate de mais de 490 animais silvestres (machucados, vítimas de maus tratos, filhotes) e 405 cães e gatos em 2019. O programa ABRAÇO Animal completará um ano de formação em fevereiro e trouxe resultados positivos quando o assunto é proteger, resgatar e cuidar de animais que estão em situações vulneráveis.
A ideia partiu do Conselho Municipal de Proteção Ambiental (COMPA), em parceria com a Prefeitura, por meio das Secretarias do Meio Ambiente e Segurança.

Recomendação/Informação:

Caso você encontre algum animal em situação de vulnerabilidade, machucado ou fora do seu habitat, recomenda-se ligar para a Central de Operações 153, o número da Guarda Municipal. Uma guarnição do Grupo de Proteção Ambiental da GMBC irá até o local da ocorrência, onde será feita a avaliação/constatação da denúncia.

Animais domésticos só são recolhidos nas seguintes situações: fêmeas no cio, prenhas, com filhotes, filhotes abandonados, animais machucados, doentes, que coloquem em risco a vida de pessoas ou do próprio animal.

Animais silvestres serão recolhidos nas seguintes situações: fora do seu habitat, machucados/debilitado ou colocando em risco a segurança da população.

O que é realizado após o recolhimento?


Animais silvestres: Quando capturados pelo Grupo de Proteção Ambiental são encaminhados ao Complexo Ambiental Cyro Gevaerd (Zoológico). Nesse local, os animais são avaliados, recebem atendimento veterinário e de um biólogo e ficam em observação até a total recuperação para retornar para seu habitat natural.

Animais domésticos: debilitados/machucados são encaminhados para atendimento veterinário.

Animais domésticos: situação de vulnerabilidade, machucado, fêmea no cio, fêmea prenha, fêmea com filhotes, filhotes abandonados serão encaminhados à ONG VIVA BICHO.

Receba notícias de Balneário Camboriú e região pelo Telegram do Camboriú News

good news
especial publicitário

PUBLICIDADE

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

* Os comentários publicados são de absoluta responsabilidade de seus autores, e não devem ser entendidos como posicionamento do Camboriú News e seus editores.

camboriú shop