18.9 C
Balneário Camboriú

Nós Balneário Camboriú

Marido de vereadora tenta inibir uso de maconha na Av. Atlântica e se envolve em briga

Segundo Juliano Ninja, irmãos estavam fumando maconha na praia; ele foi acusado de morder suposto usuário

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

good newshot

Siga-nos no Google News

Um vídeo de uma briga envolvendo Juliano Wandalen, o “Ninja”, marido da vereadora Juliethe Nitz (PL), divulgado pelo portal de notícias Click Camboriú, polemizou em Balneário Camboriú. A situação aconteceu na tarde de terça-feira (08), na Avenida Atlântica, próximo à Rua 3700, e aglomerou uma multidão de curiosos.

O outro envolvido na briga trata-se de um homem de 26 anos, chamado Victor Hugo, que aparece sendo imobilizado por Juliano. Ele alega que foi vítima de racismo e sua irmã foi vítima de homofobia. Segundo o rapaz, ele foi atacado sem motivos e foi chamado de preto e sua irmã de sapatona por diversas vezes. Ele ainda relata que foi mordido por Ninja e que seu agressor foi auxiliado por um guarda-vidas e um guarda municipal, pois seriam seus amigos pessoais.

Já de acordo com a versão de Juliano não houve qualquer atitude racista ou homofóbica de sua parte, e também nega ter mordido o Victor Hugo. Segundo Ninja, os irmãos estavam fumando maconha na praia.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Incomodado, Juliano pediu para eles apagarem o baseado. O pedido acabou gerando uma discussão e o suposto usuário de entorpecente teria agredido ele primeiro. Ainda segundo a versão de Ninja, ele apenas se defendeu e imobilizou o rapaz. Logo em seguida um guarda-vidas chegou no local, realizou a contenção do perímetro e chamou a Guarda Municipal. Em suas redes sociais, Juliano negou ter mordido o outro envolvido, e disse que a mordida seria de cachorro.

Conforme o relatório da Guarda Municipal, apesar o Ninja ser conhecido da Guarda Municipal de Balneário Camboriú, por ter prestado serviços voluntários à corporação, o procedimento foi padrão. O relato foi que os irmãos estariam consumindo maconha na praia e que Juliano os repreendeu, os três discutiram e os dois homens acabaram brigando.

No boletim de ocorrência, não houve menção de injúria racial ou qualquer outra coisa, nem por testemunhas, os vídeos também não registraram. Também não houve flagrante do uso de maconha ou da posse da droga.

Como se trata de um crime de menor potencial ofensivo e nenhum dos envolvidos se feriu gravemente, os três assinaram um termo circunstanciado e foram liberados.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

NOTÍCIAS DE

Balneário Camboriú

SOCIAL PROOF

228,851CurtidasCurtir
49,700SeguidoresSiga
4,700SeguidoresSiga
236InscritosInscreva-se

9 COMENTÁRIOS

  1. Esse cara fez a esposa dele perder a reeleição e por ele ser um psico não é a primeira vez que o esposa da juliete apronta ele se acha o cara mais ele está se enganando uma hora ele acha o número dele

  2. Quem foi agredido foi o Juliano. Eu mesmo já presenciei várias pessoas fumando maconha na orla e a polícia apática sem fazer nada. Eu apoio o Juliano, sobretudo pela atitude corajosa de inibir o uso de drogas proibidas.

  3. Cara psicopata! 14 Bo de agressão! No vídeo claramente mordendo o indivíduo já imobilizado! Eu se fosse ele processava ele e o guarda vida bundao que ao invés de separar estava ajudando o amiguinho

  4. Quem esse louco pensa que é.. e esse guarda vida. Pilantra.. Estão ganhando qto% pra inibir as pessoas que estão nem aí pra suas vidas.. só gostariam que fosse recíproco!? Até qdo vão se incomodar com a atitude alheia? Vão tomar no seus cuu.. e cuidar da vida de vcs. A pessoa tem vida perfeita demais.. e precisa arrumar um problema.. vai pra praia.. bater nuns maconheiros. Ahh vai se fuder!! Tem coisa séria rolando e vc tá aí dormindo sonhando que é super herói.. se incomodando com o baseado alheio. Tem que se fuder mesmo. Processo nele.. no guarda vida.. e em quem xingar e caluniar nas redes sociais. Processo em todo mundo.

  5. Vergonha para os salva vidas por meio dessa imagem repugnante. Por que o que morde e imobiliza precisa de proteção e quem grita de dor, não?
    Por um baseado? Vão ler e se informar ao invés de tentar impor por meio da agressão um ponto de vista retrógrado e enviesado.
    Vergonha para o poder público de Camboriú, que demonstra qual é o modo de agir da governança municipal.

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE
Enviar mensagem
Envie sua notícia
Envie sua NOTÍCIA ou sua DENÚNCIA para a nossa equipe de jornalismo!