18.9 C
Balneário Camboriú

Nós Balneário Camboriú

Polícia Civil prende responsável por golpe virtual em Camboriú

Após um ano de investigação e com o auxílio da Polícia Federal dos EUA, foi possível constar a participação de um morador de Camboriú nos golpes

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

good newshot

Unimed Litoral está entre as melhores empresas para trabalhar no Brasil

Premiação foi concedida pelo Universo Online e Fundação Instituto de Administração (FIA) com base na opinião dos colaboradores de centenas de empresas avaliadas

UniAvan recebe reconhecimento nacional de Responsabilidade Social

Selo foi concedido pela Associação Brasileira de Mantenedoras do Ensino Superior (ABMES) e levou em conta ações anuais e desenvolvidas durante a pandemia
Siga-nos no Google News

Nesta segunda-feira (24), a Polícia Civil do Distrito Federal, com o apoio da Polícia Civil de Santa Catarina, deflagrou a Operação Quick Response e prendeu um homem por fraude bancária virtual no bairro Tabuleiro, em Camboriú.

Em 29 de março de 2019, a Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos – DRCC tomou conhecimento da subtração de R$ 648.143,45 depositados na conta bancária de duas vítimas residentes em Brasília/DF.

Em ambos os casos, as vítimas receberam, por meio de mensagem de SMS, um mesmo link que as direcionaram para uma página falsa de um banco, passando posteriormente a receberem mensagens de WhatsApp, em nome do respectivo banco, que as induziu a gerar e posteriormente repassar aos criminosos um QR Code (código de barras bidimensional), vinculado as contas bancárias delas.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

De posse de todas essas informações, os criminosos habilitaram um aplicativo bancário de celular em nome das vítimas e subtraíram a quantia acima mencionada por meio de transferências bancárias realizadas para contas de diversos correntistas residentes em várias localidades do Brasil, bem como realizaram pagamento de tributos vinculados a uma unidade específica da Federação.

Para realizar essa e outras fraudes, os criminosos utilizaram serviços relacionados à internet de uma empresa com sede nos Estados Unidos, que não possuía representante no Brasil. Dessa forma, a DRCC procurou uma parceria com a Divisão Criminal do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, a fim de rastrear os serviços utilizados pelos criminosos em solo estadunidense.

Após um ano de investigação e com o auxílio da Polícia Federal dos Estados Unidos, foi possível constar a participação de um brasileiro, residente de Camboriú, em Santa Catarina, na utilização de recursos de informática localizados em empresas dos Estados Unidos para fraudar contas bancárias de diversos brasileiros residentes em vários municípios e na Capital Federal.

O investigado já registrava antecedentes criminais por crime de fraude bancária cometida pela internet. Ele está sujeito às penas de dois a oito anos pela prática de furto mediante fraude; de três a oito anos, por organização criminosa; e de três a dez anos, por lavagem de dinheiro.

https://www.facebook.com/camboriunews/?ref=bookmarks
PUBLICIDADE

Idoso de 78 anos é a 60ª vítima fatal do coronavírus em Camboriú

O homem era morador do bairro Tabuleiro e estava internado no Hospital Municipal Ruth Cardoso em BC

Covid: Confira as regras de funcionamento da Academia Municipal do Pontal Norte

Na quarta-feira região de BC foi classificada como grau Gravíssimo, o que delimita algumas das atividades esportivas na cidade
PUBLICIDADE

NOTÍCIAS DE

Balneário Camboriú

SOCIAL PROOF

221,641CurtidasCurtir
49,700SeguidoresSiga
4,700SeguidoresSiga
236InscritosInscreva-se

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE
Enviar mensagem
Envie sua notícia
Envie sua NOTÍCIA ou sua DENÚNCIA para a nossa equipe de jornalismo!