Nós Balneário Camboriú

18.9 C
Balneário Camboriú

Prefeitura aguarda julgamento de recurso para mudar sistema de atendimento do Hospital Ruth Cardoso

Liminar judicial postergou para mais 120 dias o funcionamento do Ruth Cardoso como “porta aberta” para toda região

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Siga-nos no Google News

Agora em meados de janeiro, findou o prazo de 150 dias para mudança do sistema de atendimento do Hospital Municipal Ruth Cardoso, anunciado pelo prefeito Fabrício Oliveira em agosto do ano passado.

O novo sistema de atendimento referenciado a ser implantado no hospital já poderia começar a funcionar não fosse liminar judicial postergando para mais 120 dias o funcionamento do Ruth Cardoso como “porta aberta” para toda região.

O Município recorreu desta liminar do Tribunal de Justiça e aguarda o julgamento do recurso.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O prefeito Fabrício Oliveira mantém convicta sua posição em relação à mudança de atendimento no Hospital Ruth Cardoso para melhorar o atendimento aos pacientes, garantindo a qualidade, e retornando o hospital à condição para o qual foi dimensionado, ou seja, para atendimento dos pacientes do município de Balneário Camboriú.

A estrutura do Hospital Ruth Cardoso para atender a demanda da região é comprovadamente insuficiente. Nesta semana, a UTI neonatal esteve fechada, o hospital atende além de sua capacidade, a fila de cirurgias eletivas é enorme, a demanda por atendimento de dezembro até agora aumentou 30% em relação ao mesmo período do ano passado, a sala de emergência atende além de sua capacidade, e a complexidade dos casos que chegam ao hospital também aumentou.

A mudança do sistema de atendimento do Hospital Ruth Cardoso, cujas despesas são bancadas quase que exclusivamente pelo Município, é questão vital para garantia de atendimento de qualidade ao morador de Balneário Camboriú.

Receba notícias de Balneário Camboriú e região pelo Telegram do Camboriú News

good news
especial publicitário

PUBLICIDADE

1 COMENTÁRIO

  1. Pfvor liberem sangue.
    Aguardo desde 2016.
    Se eu operar irei a óbito.

    O hemosk só libera uma bolsa quando estou com 6 de hemoglobina(já voltei várias vezes p/ casa quase desmaiando do Ruth)
    Um verdadeiro caos!!!
    Uma vergonha por tantos impostos recolhidos!!!

    Queria q esses fds tomassem todos os medicamentos q tomo,pagassem as contas,sustentassem 2 filhos sem ajuda de ninguém, e vivessem na minha pele uma semana apenas p/ sentir o mal q me causaram.

    De saco cheio…definhando a cada dia mais…

    Já pensou se alguém da família de vcs necessitasse de sangue e ñ fosse liberado???!!

    Vou denunciar no grupo da Deputada Carla Zambelli (Bolsonaro).
    Esse Pais tem q mudar!!
    E,parar de descasos e abuso de poder na área da saúde(tbm).
    S.Mello

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

* Os comentários publicados são de absoluta responsabilidade de seus autores, e não devem ser entendidos como posicionamento do Camboriú News e seus editores.

camboriú shop