18.9 C
Balneário Camboriú

Nós Balneário Camboriú

Prefeitura de Camboriú trabalha para que não falte água

Prefeitura de Camboriú trabalha visitando e monitorando propriedades para garantir que a água das arrozeiras não seja represada e que o Rio Camboriú não seja obstruído

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

good newshot

UniSociesc está com Plantão on-line de Condições Especiais

Siga construindo seu futuro estudando em uma das melhores instituições de ensino do Sul do País

Unimed será patrocinadora da roda gigante de Balneário Camboriú

Mensagens publicitárias da Unimed serão veiculadas nos monitores de vídeo instalados nas 36 cabines da roda gigante e nos painéis do empreendimento
Siga-nos no Google News

A prefeitura de Camboriú trabalha desde sábado, dia 28, pelo interior da cidade visitando e monitorando as propriedades para garantir que a água das arrozeiras não seja represada e que o Rio Camboriú não seja obstruído. O secretário de Agricultura, Elcana Medeiros, e sua equipe estão visitando, pessoalmente diversos pontos para garantir que não falte água. Esse monitoramento também é feito pela Empresa Municipal de Água e Saneamento de Balneário Camboriú (Emasa). Com a chuva desta quarta-feira, dia 1º, o nível do Rio Camboriú subiu, e está em 1,30 metros. Nessa semana chegou a 70 centímetros  – nível considerado crítico.

O prefeito Elcio Rogério Kuhnen pediu que a equipe fique atenta e realiza o monitoramento constantemente. Durante a tarde dessa terça-feira, dia 31 e quarta-feira, dia 1º, várias localidades e propriedades foram visitadas. “Encontramos barragens, construídas com madeiras e outros objetos, retiramos tudo para garantir a vazão e o nível do rio Camboriú”, destaca Elcana. Também foram monitoradas as propriedades dos agricultores que firmaram o acordo de liberar a água represada para as arrozeiras, em caso de necessidade. Esse acordo foi firmado entre prefeituras de Camboriú, Balneário Camboriú e a Emasa e os rizicultores. Os produtores cederam uma área de 655 hectares de arrozeiras para reservar água, e serão indenizados porque abriram mão da chamada “safrinha”.

“Estamos focados na vigília, desconstruindo as barreiras encontradas no trajeto d´água. Estamos trabalhando para evitar o pior, neste momento de crise hídrica por conta da estiagem. O mais importante nesse momento é continuar o monitoramento e aguardar por mais chuva para aumentar o nível do rio”, ressalta o prefeito de Camboriú, Elcio Rogério Kuhnen.  Alguns pontos são obstruídos pelos próprios banhistas, que constroem barragens no rio.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Economize

Nessa época do ano, o calor e a quantidade de turistas na região, faz com que o consumo de água aumente. Além disso é um período de pouca a chuva. Todos devem se conscientizar e economizar água. Evite desperdício. Não lave calçadas, feche as torneiras enquanto ensaboa a louça, tome banhos rápidos e reaproveita água da máquina de lavar roupa.

PUBLICIDADE

Balneário Camboriú registra 20 novos casos de covid nesta terça-feira

Permanecem em tratamento 97 pacientes, são 92 tratamentos em domicílio e cinco internados

Guardas municipais de BC envolvidos em agressão são condenados

O GM que cometeu as agressões perdeu a função pública, e o GM que nada fez para cessar as agressões pagará multa civil
PUBLICIDADE

NOTÍCIAS DE

Balneário Camboriú

SOCIAL PROOF

213,996FansLike
36,955FollowersFollow
185SubscribersSubscribe

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE
Enviar mensagem
Envie sua notícia
Envie sua NOTÍCIA ou sua DENÚNCIA para a nossa equipe de jornalismo!