18.9 C
Balneário Camboriú

Nós Balneário Camboriú

ASSUNTOS DO MOMENTO:

Projeto para regularizar feiras e eventos temporários em Camboriú é aprovado em 1ª votação

Projeto será analisado pelos vereadores e comerciantes do município por 40 dias, antes de ser submetido para segunda votação

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

good news

★ Marmitas: Light Food BC inicia agosto com novidades no cardápio

Além das seis linhas disponíveis: Fit, Low Carb, Vegetariano, Terra, Mar, e Caldos, agora tem a opção da linha Tradicional Especial

★ Briza Energy: Balneário Camboriú ganha nova marca de energético

O Briza Energy Drink te dá uma energia "de outro mundo"
Siga-nos no Google News

Foi aprovado em primeira votação, na noite de terça-feira (19), o projeto de lei da vereadora Jane Stefenn (PSL) que busca regularizar a realização de feiras e eventos temporários com comercialização a varejo em Camboriú. O documento foi aceito na casa a partir do voto de desempate do presidente da Câmara de Vereadores, Zeca Simas. Agora, o projeto será analisado por 40 dias, discutido com representantes do comércio local e submetido a possíveis emendas antes da segunda votação.

“Este projeto é uma reivindicação antiga. Em março de 2018, os vereadores votaram contra a ideia, mesmo a iniciativa recebendo manifestações de apoio da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e da Associação Comercial e Empresarial de Balneário Camboriú e Camboriú (Acibalc). A legislação já existe no estado, tendo sido aprovada pela Assembleia Legislativa, mas estou tentando adaptá-la para a realidade do município. Isso sem prejuízos a eventos tradicionais e conhecidos pela comunidade”, explica a vereadora.

O projeto de lei proíbe a venda de produtos, bens e serviços nas ruas e calçadas da cidade. Também fica vedado o comércio de produtos contrabandeados ou falsificados. Os vereadores Adriano Gervásio (PSDB), Marcia Regina Oliveira Freitag (PSDB), Marcio Antônio Pereira (PSDB), Roberto Lucio de Oliveira (DEM), Victor Hugo Branco Piccoli (DEM) e Vilson Albino (PSD) foram favoráveis na primeira votação. Se aprovado na próxima sessão, o documento seguirá para sanção do prefeito Elcio Kuhnen.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Saiba mais sobre o projeto

O projeto de lei, entre outros coisas, determina que os estandes só serão permitidos em espaços privados, que ofereçam segurança e higiene. A venda de mercadorias só será feita mediante expedição de nota fiscal. Todos os participantes deverão apresentar crachá de identificação e exemplar do Código de Defesa do Consumidor.

Outro artigo do documento estipula a criação de um posto de atendimento para reclamações dos consumidores e troca de produtos. O local deve funcionar até 90 dias depois da conclusão da feira ou evento, considerando as especificidades de produtos duráveis e não duráveis. Caberá ao Poder Executivo fiscalizar a realização dos eventos e feiras temporários e quem descumprir as diretrizes previstas sofrerá penalidades – interdição, apreensão dos bens e multa em unidades fiscais (UFMs).

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

RECEBA

newsletter

SOCIAL PROOF

209,806FansLike
36,955FollowersFollow
185SubscribersSubscribe

Marginal com 98 passagens policiais é preso após espancar e roubar vítima na 5ª Avenida

A Guarda Municipal conduziu o criminoso à delegacia por roubo e lesão corporal

Mulher é presa e adolescente apreendido com 13kg de maconha no Tabuleiro

A Polícia Militar efetuou a prisão de uma mulher de 40 anos e um adolescente de 17 anos pelo crime de tráfico de drogas

Traficante é preso com 407g de crack no Tabuleiro

Em outra residência, a Polícia Militar também apreendeu maconha e cocaína
PUBLICIDADE
Enviar mensagem
Envie sua notícia
Envie sua NOTÍCIA ou sua DENÚNCIA para a nossa equipe de jornalismo!