Nós Balneário Camboriú

18.9 C
Balneário Camboriú

Varíola dos Macacos: Balneário Camboriú registra 13 casos confirmados

No último boletim DIVE, quatro novos casos foram confirmados, todos de homens entre 25 e 50 anos

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Siga-nos no Google News

A Prefeitura de Balneário Camboriú, por meio da Secretaria de Saúde, reforça os cuidados que devem ser tomados acerca da Varíola dos Macacos (Monkeypox). No último boletim da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE), são quatro novos casos confirmados, todos de homens entre 25 e 50 anos. Com isso, a cidade chega a 13 casos confirmados.

A principal característica da enfermidade é a presença de lesões na pele. A recomendação é que o serviço de saúde mais próximo seja procurado, como as Unidades Básicas de Saúde, desde o aparecimento dos primeiros sintomas.

A Secretaria de Saúde informa que todos os profissionais que trabalham com o atendimento ao público foram devidamente orientados e capacitados para conduzirem casos suspeitos que possam ocorrer. Todas as unidades de saúde, desde as de atenção básica até as especializadas, estão de portas abertas para atendimento para pacientes com suspeita.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Confira, a seguir, quais são os principais sintomas da doença, como é transmitida e quais procedimentos devem ser feitos para prevenção:

Transmissão

A transmissão entre humanos ocorre por meio de contato com lesões de pele de pessoas infectadas, secreções respiratórias ou objetos contaminados. Também é possível contrair a doença por meio de gotículas respiratórias e fluidos corporais do contaminado. É importante salientar que qualquer pessoa está sujeita a contrair o vírus, sendo necessário que os cuidados sejam tomados por todos.

Sintomas

O principal sintoma é a aparição de lesões na pele parecidas com espinhas. As lesões podem aparecer em qualquer lugar do corpo, mas comumente no rosto, boca, pés, mãos, peito e região genital. Além disso, podem ocorrer dor de cabeça, febre, dores musculares e fraqueza.

Tratamento

A forma como o paciente vai lidar com a doença será sempre definida pelo médico que a atender. Na maioria dos casos, o tratamento é tópico, com medidas para o alívio dos sintomas e prevenção de sequelas. Antibióticos também podem ser receitados. Recomenda-se o isolamento domiciliar durante o período de transmissão da doença.

Prevenção

Uso de máscaras, evitar contato físico com pessoas que estejam com suspeita do vírus, evitar relações sexuais sem preservativo. Também serve como prevenção a correta higienização de objetos compartilhados.

Receba notícias de Balneário Camboriú e região pelo Telegram do Camboriú News

good news
especial publicitário

PUBLICIDADE

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

* Os comentários publicados são de absoluta responsabilidade de seus autores, e não devem ser entendidos como posicionamento do Camboriú News e seus editores.

camboriú shop