Centro Covid BC: Justiça determina que Estado equilibre distribuição de pacientes

No momento os 20 leitos de UTI estão ocupados, sendo que apenas 13 pacientes são moradores de Balneário Camboriú

1
401
Crédito: Divulgação

A juíza da Vara da Fazenda Pública da Comarca de Balneário Camboriú, Adriana Lisboa, encaminhou na tarde desta sexta-feira (03), despacho deferindo a petição do Ministério Público, solicitando que o Estado de Santa Catarina, imediatamente, promova o equilíbrio entre a distribuição dos pacientes acometidos pela COVID-19. Inclusive, sendo o caso, por meio da utilização dos leitos disponíveis na região, entre eles no Hospital Marieta Konder Bornhausen.

LEIA TAMBÉM:
Respiradores enviados para BC pelo Governo de SC não funcionam

A decisão leva em conta a ocupação de 100% dos leitos de UTI Covid no Centro Municipal de Tratamento do Coronavírus, em Balneário Camboriú. No momento os 20 leitos de UTI estão ocupados, sendo que apenas 13 pacientes são moradores de Balneário Camboriú.

Na decisão, a juíza também solicita a utilização dos vinte leitos de enfermaria do Hospital Municipal de Camboriú como suporte ao Hospital de Balneário Camboriú.

O Estado terá que acatar a decisão imediatamente sob pena do crime de desobediência.

1 COMENTÁRIO

  1. Justiça é muito engraçada (para ficar no leve).

    No inicio da pandemia obrigou o municipio a atender a gregos e troianos (BC e a todos os outros muncipios…como se seu centro MUNICIPAL fosse nacional), enquanto os municipios do entorno nada fizeram no sentido de formar leitos de UTIs para a COVID.

    Agora que o Centro MUNICIPAL Covid atingiu seu PICO máximo a mesma justiça apela para o estado “equilibrar”….passaram 100 dias da decisão anterior….
    Senhora justiça por que não usou estes 100 dias para cobrar a todos os municipios beneficiários do Centro Muncipal COVID BC do entorno a buscarem OBRIGATORIAMENTE que criassem suas vagas?

    Fica o questionamento, para quem ainda acredita na justiça deste ex pais.

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui