Nós Balneário Camboriú

18.9 C
Balneário Camboriú

Procon fiscalizou 55 estabelecimentos para evitar preço abusivo em BC

A pandemia ocasionada pelo Covid-19 tem gerado outro problema: o preço abusivo de determinados produtos, especialmente do álcool em gel 70%

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

good news

Siga-nos no Google News

A pandemia ocasionada pelo coronavírus (Covid-19) tem gerado outro problema: o preço abusivo de determinados produtos, especialmente do álcool em gel 70%. Para conter o comércio abusivo nesse período de crise da saúde pública, o Procon de Balneário Camboriú intensificou a fiscalização nos comércios do município.

LEIA TAMBÉM:
Coronavírus: BC ganhará Hospital Contêiner com 10 leitos de UTI

Nesta segunda e terça-feira, dias 16 e 17, foram fiscalizados 55 estabelecimentos entre farmácias, supermercados e lojas de conveniências, não havendo nenhuma autuação, bem como, nenhum caso de aumento abusivo.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Segundo um dos fiscais do Procon, Bruno luiz da cruz silva, apenas uma farmácia na cidade estava comercializando álcool líquido, pelo preço de R$ 10,50, e apesar da escassez, o valor esta dentro da normalidade. O álcool em gel está em falta em quase todos os estabelecimentos do município.

Apesar disso, a fiscalização se mantém atenta e intensa na cidade. Qualquer denúncia pode ser feita pelos telefones 151 e pelo whats (47) 99127-1905.

O PROCON de Balneário Camboriú, no uso das suas atribuições orienta:

– Os atendimentos presenciais serão limitados, a fim de evitar aglomerações de pessoas. O PROCON dispõe de atendimento por telefone nos números 151 , 3366-6144 ou 3367-0619, das 13:00 às 18:00 horas, de segunda a sexta-feira;

– Prefira utilizar a plataforma CONSUMIDOR.GOV.BR, na qual é possível registrar as mais variáveis reclamações, dentre elas: cancelamento de viagens, situações com telefonia fixa e móvel, TV por assinatura, internet, compras online, cancelamento de passagens aéreas; garantias de produtos, assistências técnicas, ou seja, é possível utilizar a plataforma em todos os casos que envolvam o comércio de produto ou serviços ofertados por empresas de abrangência nacional;

– Nos casos em que a empresa reclamada não seja cadastrada na plataforma CONSUMIDOR.GOV.BR, poderão fazer contato diretamente nos telefones divulgados do PROCON de Balneário Camboriú ou no e-mail [email protected];

– Todas as audiências agendadas estão suspensas temporariamente;

– A aquisição de produtos necessários para a proteção e prevenção do COVID-19 poderão ser limitados por consumidor, no intuito de atender o maior número de pessoas pelos comerciantes;

– Para o registro de denúncias dos produtos escassos, o consumidor, se possível, deverá noticiar o valor anterior comercializado e o valor do suposto aumento injustificado, anexando comprovante da compra, que deverá ser encaminhado para o e-mail [email protected];

– ATENÇÃO: O consumidor dispõe de um prazo de até 90 (noventa) dias para reclamar de toda e qualquer situação envolvendo produtos ou serviços, não sendo necessário imediato comparecimento nos Órgãos de Proteção e Defesa do Consumidor.

Receba notícias de Balneário Camboriú e região pelo Telegram do Camboriú News

PUBLICIDADE

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

* Os comentários publicados são de absoluta responsabilidade de seus autores, e não devem ser entendidos como posicionamento do Camboriú News e seus editores.

camboriú shop

Enviar mensagem
Envie sua notícia
Envie sua NOTÍCIA ou sua DENÚNCIA para a nossa equipe de jornalismo!