18.9 C
Balneário Camboriú

Nós Balneário Camboriú

ASSUNTOS DO MOMENTO:

Respiradores do governo do Estado custam 3 vezes valor pago por Balneário Camboriú

Ao preço estratosférico de R$ 165 mil a unidade, o Governo do Estado pagou, adiantado, R$ 33 milhões a uma empresa de fundo de quintal de Nilópolis (RJ)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

good news

Seletivo Especial de Graduação da UniSociesc acontece dia 27 de junho

Os candidatos concorrem a bolsas de até 100% e devem se inscrever no site da UniSociesc

200 receitas low carb para você comer sem culpa

Imagine você atingindo um emagrecimento saudável com uma alimentação correta e evitando uma série de desequilíbrios. Sim é possível!
Siga-nos no Google News

O escândalo da compra de 200 respiradores pelo Governo do Estado a preço bem acima do mercado, e o pagamento adiantado desses respiradores sem – até agora – sinal de que serão entregues, tem sido o assunto das manchetes dos jornais catarinenses e das mídias sociais.

Ao preço estratosférico de R$ 165 mil a unidade, o Governo do Estado pagou, adiantado, R$ 33 milhões a uma empresa de fundo de quintal de Nilópolis, no Rio de Janeiro. A tal empresa, que se saiba até agora, nunca vendeu um único respirador anteriormente, e, segundo vídeo divulgado pelo senador Jorginho Mello (PL), quando se liga para o telefone que é divulgado como sendo da dita cuja, atende uma casa de massagem.

O superfaturamento dos equipamentos fica evidenciado quando percebe-se que Balneário Camboriú pagou em licitação por três respiradores para o Centro Municipal de Tratamento de Covid-19, o valor de R$ 66 mil cada. Em uma rápida pesquisa em sites de empresas especializadas, o valor desse tipo de equipamento varia de R$ 50 a 90 mil.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Empresas catarinenses como a WEG, de Jaraguá do Sul, já estão ajustando sua linha de produção para fabricar respiradores. Estado que sedia grandes empresas importadoras e exportadoras que servem aos portos catarinenses, uma das soluções do Governo do Estado poderia ter sido buscar estas empresas para intermediarem a compra dos aparelhos por preços decentes.

Mas, do nada, surgiu a empresa de fundo de quintal contratada por dispensa de licitação para a compra milionária. Explicação até agora, nenhuma. Um dia após ter estourado o escândalo no site Intercept, o governador Carlos Moisés fez um pronunciamento via redes sociais dizendo que o caso seria averiguado e que inquérito na Polícia Civil havia sido aberto. Uma funcionária de baixo escalão foi responsabilizada pela compra e exonerada.

A Assembleia Legislativa abriu CPI para investigar a compra. Há menos de um mês, outro escândalo, este da contratação de um hospital de campanha para Itajaí, no super valor de R$ 76 milhões, contratação cancelada depois do pedido de explicações de órgão reguladores e da cobrança da população, demonstra um modus operandi pra lá de suspeito do Governo do estado. Isso em plena pandemia do novo Coronavírus. Uma vergonha!

Um dos jornalistas investigativos que denunciou o escândalo dos “respiradores fantasmas”, Hyury Potter, havia denunciado no ano passado, suposto superfaturamento de helicóptero adquirido para o 12º BPM. A matéria foi divulgada pelo jornal Diarinho. Ironicamente, o comandante da época, Evaldo Hoffmann, é o pré-candidato do governador Carlos Moisés, para concorrer à prefeitura de Balneário Camboriú.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

RECEBA

newsletter

SOCIAL PROOF

208,651FansLike
36,955FollowersFollow
185SubscribersSubscribe

Ciclone: 16 unidades da rede municipal de ensino de Camboriú foram danificadas

Houve destelhamento, queda de rufos, deslocamento de telhas, queda de calha, queda de muro e de portão

Trabalhador cai de prédio em construção e morre em Balneário Camboriú

A fatalidade aconteceu na rua Bibiano Santos, no bairro Pioneiros

Prestes a ganhar bebê, primeira-dama de Balneário Camboriú contrai coronavírus

Mozara Paris está grávida de 9 meses e deve ganhar o bebê nos próximos dias
PUBLICIDADE
Enviar mensagem
Envie sua notícia
Envie sua NOTÍCIA ou sua DENÚNCIA para a nossa equipe de jornalismo!