18.9 C
Balneário Camboriú

Nós Balneário Camboriú

Conveniência é interditada pelo Procon em Camboriú

Fiscais do procon estiveram na conveniência, no bairro Lídia Duarte, notificaram e realizaram a suspensão temporária das atividades, interditando o estabelecimento

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

good newshot

Unimed Litoral está entre as melhores empresas para trabalhar no Brasil

Premiação foi concedida pelo Universo Online e Fundação Instituto de Administração (FIA) com base na opinião dos colaboradores de centenas de empresas avaliadas

UniAvan recebe reconhecimento nacional de Responsabilidade Social

Selo foi concedido pela Associação Brasileira de Mantenedoras do Ensino Superior (ABMES) e levou em conta ações anuais e desenvolvidas durante a pandemia
Siga-nos no Google News

O Procon de Camboriú intensifica as ações, com base nos decretos do Governo do Estado e Prefeitura de Camboriú. Fiscalizações mais rigorosas foram implementadas para coibir preços abusivos, ver prazos de validade, alvarás de funcionamento e, se o estabelecimento atende os critérios dos decretos para estar aberto. 

LEIA TAMBÉM:
Procon fiscaliza comércios para coibir preços abusivos durante a quarentena

Nesta quarta-feira, dia 25, fiscais do procon estiveram pela terceira vez, em uma conveniência, no bairro Lídia Duarte, notificaram e realizaram a suspensão temporária das atividades, interditando o estabelecimento.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O comércio não apresentou alvará de funcionamento, da vigilância sanitária, nem da Polícia Civil. “Nós já estivemos outras vezes no estabelecimento, orientamos e alertamos que não poderiam estar atendendo.  A Polícia Militar também esteve no local fez o alerta. Hoje, tivemos de notificar e interditar”, explica o coordenador da Casa da Cidadania e responsável pelo Procon, Sandro Amorim.

A conveniência tem um prazo de 5 dias para apresentar o alvará e retomar as atividades. “A falta de alvará sanitário é muito grave. O local tem de ser inspecionado pela vigilância em saúde para ver se atende às condições de higiene exigidas para garantir a saúde dos funcionários e clientes. Como eles vendem bebida alcóolica precisam do alvará da Polícia Civil”, conclui Amorim.

https://www.instagram.com/p/B-A3jh3jcZl/

PUBLICIDADE

BC terá ações de fiscalização das medidas contra covid e toque de recolher

Serão 80 guardas municipais, 20 fiscais de postura e 10 da vigilância sanitária fiscalizando e orientando

Homem é preso com 28 kg de maconha no Ariribá

Droga foi encontrada no interior do carro que o homem dirigia
PUBLICIDADE

NOTÍCIAS DE

Balneário Camboriú

SOCIAL PROOF

221,763CurtidasCurtir
49,700SeguidoresSiga
4,700SeguidoresSiga
236InscritosInscreva-se

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE
Enviar mensagem
Envie sua notícia
Envie sua NOTÍCIA ou sua DENÚNCIA para a nossa equipe de jornalismo!