Nós Balneário Camboriú

18.9 C
Balneário Camboriú

Custeio do Hospital Ruth Cardoso foi tema de reunião no Tribunal de Contas do Estado

A apresentação da situação do hospital foi feita a convite do Tribunal de Contas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Siga-nos no Google News

O prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira, apresentou nesta quinta-feira (07), no Tribunal de Contas do Estado – TCE/SC, os números do atendimento e custeio do Hospital Municipal Ruth Cardoso. A apresentação da situação do hospital foi feita a convite do Tribunal de Contas.

“Apresentamos a situação atual do Hospital Ruth Cardoso, um hospital que foi planejado para atendimento da população de Balneário Camboriú, mas que desde a abertura atende toda a nossa região, sem contrapartidas necessárias, nem do Estado, nem dos outros municípios”, explicou o prefeito Fabrício.

“Hoje o Ruth Cardoso atende em média 60% de pacientes de outros municípios e 40% de Balneário Camboriú, e todo o custeio é pago pelo município. Então a tendência é de colapsar o atendimento se esta situação não for equacionada”, completou o prefeito.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Além dos dados hospitalares de Balneário Camboriú, também foram apresentados e repassados ao Conselheiro Luiz Eduardo Cheren os dados do hospital municipal de Joinville, que lida com situação semelhante. Segundo o conselheiro Dado Cherem, a partir da apresentação da situação desses hospitais, os técnicos do Tribunal de Contas do Estado buscarão os caminhos e soluções possíveis para a resolução desta problemática de saúde que afeta, também, estrutural e financeiramente outros municípios.

Presente na reunião, além dos prefeitos de Balneário Camboriú e Joinville, secretários de saúde, procuradores, conselheiros do TCE/SC, e o vice-presidente do Tribunal, conselheiro Herneus De Nadal.

Receba notícias de Balneário Camboriú e região pelo Telegram do Camboriú News

good news
especial publicitário

PUBLICIDADE

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

* Os comentários publicados são de absoluta responsabilidade de seus autores, e não devem ser entendidos como posicionamento do Camboriú News e seus editores.

camboriú shop